Click na imagem para aceder ao site

sexta-feira, 9 de março de 2018

A 36.ª edição da Volta ao Alentejo em bicicleta, com meta volante em Arronches

A 36.ª edição da Volta ao Alentejo em bicicleta, que decorre de 14 a 17 de Março, terá um contra-relógio individual na quinta etapa, em Castelo de Vide, anunciado pela organização da prova. Em Arronches estará instalada uma meta volante.





O contra-relógio, de 8,4 quilómetros, está inserido num dia com jornada dupla, a 17 de Março, e agendado para a tarde, depois de o pelotão de 21 equipas cumprir 64,2 quilómetros, entre Monforte e Portalegre, durante a manhã. 
Esta etapa terá uma meta volante junto aos Bombeiros em Arronches, estando prevista a passagem dos primeiros ciclistas cerca das 10h35. A partida terá lugar em Monforte às 10h15 entrando em Arronches pela rotunda dos Porcos, passando pela Rua Dr. Edmundo Curvelo, Rua Movimento das Forças Armadas em direcção aos Bombeiros (M.V.), Passeio de Maio, para descer pela Rua da Esperança rumo à EN 371 em direcção a Vale de Cavalos para terminar em Portalegre. Da parte da tarde terá lugar o regresso do "crono" à prova, em Castelo de Vide.
A Guarda Nacional Republicana/Posto Territorial de Arronches, solicita a todos os moradores na Rua da Esperança, para não estacionarem as suas viaturas nesta rua entre as 10 e 11 horas do dia 17 de Março, de forma que a passagem dos ciclistas se faça com segurança.
Ao todo, são 751,9 quilómetros que percorrem a região do Alentejo em seis etapas, divididas por cinco dias, com o arranque marcado para Vendas Novas, numa tirada com 173,5 quilómetros e uma contagem de montanha de quarta categoria que termina em Serpa, onde será conhecido o primeiro camisola amarela. 
O segundo dia apresenta a etapa mais longa, com 205,2 quilómetros entre Beja e Sines, antes de o terceiro dia ligar Grândola a Arraiolos, ao longo de 149,3 quilómetros.
No sábado, segue-se a jornada dupla, com a curta distância da manhã marcada pela Serra de São Mamede e dois prémios de montanha de segunda categoria, que vão testar os candidatos à vitória final.
De tarde, o "crono" atravessa a subida ao alto da Senhora da Penha, na Serra de São Paulo, em Castelo de Vide, ao longo de 8,4 quilómetros, que podem decidir a ‘Alentejana’.
No domingo, os ciclistas despedem-se do Alentejo com uma ligação entre Castelo de Vide e Évora, onde será celebrado, ao fim de 151,3 quilómetros, o vencedor da edição 2018 da prova.
Do Reino Unido chega a Team Wiggins, criada pelo antigo campeão olímpico e vencedor da Volta a França Bradley Wiggins, enquanto a russa Lokosphinx e a belga WB Aqua Protect Veranclassic aumentam o leque internacional do pelotão.
Treze das 21 equipas em prova são portuguesas, com destaque para o Sporting/Tavira, que quererá melhorar o segundo lugar de Rinaldo Nocentini em 2017, a W52-FC Porto, a Rádio Popular – Boavista, a Efapel ou a Liberty Seguros/Carglass, entre outras. (Foto-N.A.arquivo)

Trajecto da Volta ao Alentejo: 1.ª etapa, 14 Março: Vendas Novas – Serpa (173,5 km). 2.ª Etapa, 15 Mar: Beja/Sines (205,2 km). 3.ª Etapa, 16 Mar: Grândola – Arraiolos (149,3 km). 4.ª Etapa, 17 Mar: Monforte – Portalegre (64,2 km). 5.ª Etapa, 17 Mar: Castelo de Vide (contra-relógio individual, 8,4 km). 6.ª Etapa, 18 Mar: Castelo de Vide – Évora (151,3 km).

0 comentários: