sábado, 22 de outubro de 2016

DESPORTO - Arronches e Benfica conquista os primeiros três pontos no campeonato

À 5ª jornada do Campeonato, o Sport Arronches e Benfica consegue averbar a sua primeira vitória, ao receber no estádio Municipal “Francisco Palmeiro” o desfalcado Gavionense, pelos motivos sobejamente conhecidos por aqueles que acompanham o Campeonato Distrital da Associação de Portalegre.

Ao analisarmos este jogo, temos factores em conta como a muita juventude do S.A.B., com muitos jogadores vindos dos juniores e a quase segunda equipa que “Os Gavionenses” apresentaram.
A equipa arronchense apresentou-se com muita atitude em campo. Uma equipa muito bem arrumada e solidária. Nos primeiros trinta minutos o S.A.B., instalou-se no meio campo adversário, conquistou muitas segundas bolas e logo aos 15’ podia inaugurar o marcador, quando Bruno com o guarda-redes André batido, mandou a bola ao poste.
Era um bom augúrio para a equipa de “Vidinha”, pois passados três minutos, João Fernandes fazia o primeiro golo da partida, colocando o Arronches e Benfica na frente do marcador.
Passada a primeira meia hora de jogo a equipa do Gavião conseguiu um maior acerto nas marcações, começou a dar menos espaços aos jogadores adversários e a aparecer mais no meio campo do S.A.B.
Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Estava confirmado o ditado, quando aos 37’ João Cartaxo com um remate fora da área mas bem colocado, faz com que Gonçalo vá buscar a bola ao fundo das redes. Estava feito o empate e os homens do Gavionense, tornavam-se mais “agressivos” na disputa das bolas e os da casa tinham mais dificuldades em sair a jogar.
Vidinha tem aqui matéria para trabalhar, pois há nesta equipa do SAB, muita juventude mas, também, alguma qualidade. Os jovens jogadores continuaram a acreditar, tentando levar o jogo pelos corredores ou com lances em profundidade para as costas dos defesas de Gavião, que subiam agora mais no terreno.
Essa insistência teve prémio, posto que aos 43’ Pitico fazia o segundo golo do SAB. Resultado com que o árbitro Paulo Martins apitou para o intervalo.
Depois do intervalo “Os Gavionenses” apareceram mais dominadores nos primeiros minutos e esse domínio traduziu-se no golo do empate ao minuto treze, numa jogada dentro da área em que Francisco Pereira foi mais forte e introduziu a bola na baliza à guarda de Gonçalo.
Com o empate alcançado o jogo estava relançado. Agora era preciso saber se a juventude do SAB se conseguia impor à maior experiência dos jogadores de Gavião. O jogo estava aberto e a equipa de Arronches começou a trocar melhor a bola, a ocupar melhor os espaços. Sempre que podia metia as bolas em profundidade e aos 31’ Isaías esteve perto demarcar, ao aparecer na área mas o defesa contrário foi mais forte e gorou-se a oportunidade. Não desistiu Isaías que, dois minutos depois, numa jogada idêntica, viria a marcar o terceiro golo do Arronches e Benfica.
Com mais de 15 minutos para jogar pedia-se ao SAB mais contenção de bola. Trocar a bola, sempre em posse para desgastar o adversário. Por vezes fê-lo. Por outras lançou-se à procura de aumentar a diferença no marcador. Esteve perto de o conseguir quando Rafa aparece isolado mas não concretiza.
Numa dessas saídas para o ataque, houve uma perca de bola, quando o relógio marcava o minuto 44, e Gonçalo com uma extraordinária defesa retirou a possibilidade do empate ao Gavionense.
Depois foi sofrer até ao apito final de Paulo Martins que teve uma boa arbitragem, sendo muito pedagógico, falando com os jogadores e deixando os cartões no bolso, para só os mostrar quando fizeram realmente falta.



0 comentários: