domingo, 5 de junho de 2016

Convívio Amigos do Acordeão na Freguesia de Esperança

Esta não é a primeira iniciativa de João Gravito, comerciante em Arronches e um grande apaixonado pelo acordeão, instrumento que pratica e com ele faz amigos um pouco por todo o lado.
Ontem foi um desses dias, em que reuniu primeiro na sua casa na Freguesia de Esperança o Grupo de Amigos do Acordeão para um salutar convívio musical e, naturalmente, gastronómico.
Os acordeonistas vieram do Baixo Alentejo e do Ribatejo para participarem neste convívio. Todos tiveram oportunidade de expressar as suas habilitações musicais em torno deste instrumento, ao interpretarem músicas quer da música tradicional portuguesa, como outras que são intemporais e soam sempre bem ao ouvido.
Depois do aperitivo gastronómico e musical, o grupo e convidados deslocou-se para o Restaurante Eminela para degustar um almoço tipicamente alentejano, com a inevitável sopa de tomate e o lacão, iguarias bastante elogiadas.
Voltou a soar a música a acompanhar a refeição à qual se juntou posteriormente, a jovem Patrícia para uma pequena exibição com o seu acordeão.
Foi precisamente a ocasião para um dos elementos deste grupo nos recordar que, cada vez mais está a cair no esquecimento os praticantes deste belo instrumento. Recordou os tempos em que de bicicleta e, posteriormente de motorizada, fazia quilómetros com o peso do acordeão às costas para tocar em bailes, muitos deles à luz dos candeeiros a petróleo. Outros tempos disse, porque hoje os instrumentos estão muito caros, o ensino é pago e os jovens têm outras motivações.
Restam estes grupos, já muito poucos com maior incidência no Algarve, acabou por nos confessar. 





0 comentários: