quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Três empresas portuguesas beneficiam de quase 5 milhões do Instrumento PME

O «Instrumento PME» do Programa Horizonte 2020 vai financiar 65 empresas de 18 países, em cerca de 90 milhões de euros, entre as quais se encontram 3 empresas portuguesas.
Este Instrumento PME do Programa Horizonte 2020, gerido pelo Comissário português Carlos Moedas, pode, nesta fase, investir até 2,5 milhões de euros em cada uma destas empresas para a integração no mercado do projecto que desenvolveram, ou até 5 milhões se os projectos se enquadrarem no âmbito da saúde.
- Carlos Moedas, o Comissário português -
Duas das empresas portuguesas apostam no desenvolvimento de inteligência artificial no sentido da articulação das necessidades das empresas e do mercado, enquanto uma outra apresenta uma proposta inovadora para plataformas orientadas para o consumidor.
No âmbito da fase 2 do Instrumento PME está previsto um financiamento de 2,5 milhões de euros para os beneficiários de cada projecto, para a demonstração e realização de testes de mercado de novos produtos. Os proponentes podem igualmente solicitar até doze dias de orientação empresarial gratuita (coaching).
A Comissão Europeia recebeu até 15 de Junho de 2016, a terceira data-limite para este ano, 1167 propostas no âmbito da fase 2 do Instrumento, tendo seleccionado um total de 529 propostas.
O Programa Horizonte 2020, lançado em 2014, já recebeu 19 320 propostas, das quais 1 443 correspondem a projectos que beneficiaram de um investimento de 527 milhões de euros.

0 comentários: