sábado, 25 de Outubro de 2014

José Luís Peixoto apresentou em Monforte o seu livro "Galveias"

O prestigiado dramaturgo, poeta e romancista José Luís Peixoto, apresentou em Monforte o seu livro “Galveias”.

O acto decorreu na Biblioteca Municipal no dia 24 de Outubro, pelas 18 horas, perante uma plateia de um público (muitos professores) vindo de várias localidades.
Depois da introdução à obra do escritor, feita pela técnica da biblioteca, o edil Gonçalo Lagem, deu as boas vindas a José Luís Peixoto e contou alguns episódios sobre a forma como foi possível ter o autor de “Galveias” em Monforte. A professora Ana Rosa leu um excerto do livro para em seguida intervir, de forma muita contundente e apreciada, o pároco de Monforte.
José Luís Peixoto falou do seu livro, da sua construção, personagens que se entrelaçam e, pela fluência e adjectivação, transportou-nos a cheiros, ruas e locais de Galveias.
Seguiu-se depois um colóquio entre o escritor e o público com intervenções muito pertinentes, os elogios rasgados e merecedores deste escritor alentejano que um dia, foi estudar para a grande Lisboa, começando a afastar-se da sua Galveias. Posteriormente sentiu a necessidade de voltar ao chamamento das suas raízes e escrever “Galveias”.
José Luís Peixoto é natural das Galveias (Ponte de Sôr) onde nasceu em 1974. "É licenciado em Línguas e Literaturas Modernas (inglês e alemão) pela Universidade Nova de Lisboa. Antes de dedicar-se profissionalmente à escrita em 2000, trabalhou como professor na cidade da Praia (Cabo Verde) e em várias cidades de Portugal.
Pode considerar-se que a sua obra se encontra alicerçada no género romanesco (neo-realista), mas tem publicado poesia, teatro e prosa em diversos géneros. Recebeu o Prémio Jovens Criadores (área de literatura) nos anos de 1997, 1998 e 2000. Em 2001, o seu romance «Nenhum Olhar» recebeu o Prémio Literário José Saramago".


Concerto de Oboé e Órgão amanhã, na Igreja Matriz de Arronches

A Direcção Regional da Cultura do Alentejo e o Cabido da Sé de Évora, promovem entre os meses de Outubro, Novembro e Dezembro o ciclo “Música nas Igrejas – Concertos de Órgão”, à qual se associação várias entidades civis e religiosas.
Os concertos já passaram pela Sé de Portalegre e Évora, Igreja do Espírito Santo igualmente em Évora e Igreja Matriz do Alvito.
Amanhã (dia 26) na Igreja Matriz de Arronches decorrerá pelas 16h30 o concerto de Oboé Barroco e Órgão, que estará a cargo de Pedro Castro (Oboé) e António Esteiros (Órgão).
Seguem-se ainda Évora, Beja, Vila Viçosa e Ferreira do Alentejo, para regressar a Arronches no dia 14 de Dezembro pelas 16h30, com o concerto de Canto e Órgão a cargo de Maria João Sousa e Rafael Reis

Iª Gastronomia do “Espargo Bravo” na "Casa do Forcado" em Arronches

Decorre hoje dia 25, na sede da Associação Amigos da Festa Brava “CASA DO FORCADO” de Arronches, o 1º festival de uma das mais apreciadas iguarias: o “Espargo Bravo”. Trata-se do 1º Festival em que o “Espargo Bravo” é o principal protagonista. O espargo nasce de forma espontânea em algumas regiões do Alentejo, e aquilo que em tempos passados, estava com frequência na mesa dos pobres, confeccionado das mais diversas formas, é hoje um produto considerado como gourmet, pela delicadeza do seu sabor e textura.
É em torno deste produto que a terra oferece de forma gratuita àqueles que se dedicam à sua colheita, que na “Casa do Forcado” a partir das 11 desta manhã, e até que o corpo o permita pela noite dentro, que o pode degustar em sopa de espargos, tortilha, migas, arroz ou gratinados. Isto para além das entradas em que se podem petiscar em tempura (fritos), salteados ou à benedict. Para quem não sabe a “Casa do Forcado” está situada nos antigos balneários do campo de Jogos do Rossio em Arronches. Vá até lá e aprecie esta iguaria que são os espargos bravos.

Arronches – Festival Gastronómico “Monte Velho”

O popular e prestigiado restaurante “A Estalagem” na vila de Arronches, vai levar a efeito entre os dias 29 de Outubro a 2 de Novembro, o Festival Gastronómico “Monte Velho”.
Durante estes dias podem-se degustar neste restaurante o apreciado” Lacão Assado no Forno” ou a “Carpa à Estalagem”, pratos típicos deste restaurante. Os clientes que elegerem um destes pratos, terão nas suas mesas, deforma gratuita, o vinho “Monte Velho” que dá nome ao festival.
Então já sabe se quer fazer uma refeição com estes pratos da gastronomia do Alentejo e beber um dos mais apreciados vinhos alentejanos, vá até “A Estalagem” ou faça a sua marcação através do telef. 245 583 537.

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Finanças alerta para mensagem fraudulenta na Internet

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) publicou um alerta sobre uma mensagem fraudulenta que está a circular em seu nome, com o objectivo de instalar software "malicioso", e que deve ser ignorada pelos contribuintes.
"Está a circular uma mensagem fraudulenta que tem como assunto 'Autoridade Tributaria - Débitos'. "Esta mensagem é falsa e deve ser ignorada", lê-se no aviso publicado no portal das Finanças.
O objectivo desta mensagem é o de convencer o destinatário a carregar num 'link' para descarregar e instalar "software malicioso".
Os contribuintes devem suspeitar de 'links' e ficheiros enviados por mensagens electrónicas, adverte a AT, lembrando a necessidade de confirmar junto da fonte "sempre que seja pedida qualquer acção ou interacção" através de mensagens electrónicas ou sites da Internet.

GNR de Arronches detêm individuo no cumprimento de mandado emitido pelo Tribunal de Portalegre

Os militares do Posto da GNR de Arronches no cumprimento do mandado de detenção emanado pelo Tribunal de Portalegre, detiveram no passado dia 20, um cidadão do Concelho de Arronches na Freguesia de Esperança.
O processo em questão reporta-se à prática de um crime de resistência e coacção sobre funcionário e dois crimes de injúrias agravadas, todos contra militares daquele Posto.
O detido encontrava-se referenciado desde há muito pela GNR, sendo frequente a sua presença em situações de distúrbios na via pública, tendo ainda pendentes outros processos-crime pela prática de crimes de resistência e coação sobre funcionário, abuso e simulação de sinais de perigo e outros.
Em cumprimento do mandado de detenção o detido foi conduzido ao estabelecimento prisional de Elvas para cumprimento de uma pena de prisão efectiva de quinze meses.

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Lampreiauto inaugura novas instalações

Rogério Lampreia veio para Arronches em Janeiro de 2011 e aqui se instalou com uma pequena oficina de reparação e assistência a automóveis. Mecânico com grande experiência profissional, tendo passado pelas mais conceituadas marcas como Nissan, Opel, Rover/KIA.
Aos pouco foi ganhando o seu espaço e hoje abriu as portas das sua novas instalações na Rua Sacadura Cabral. Oferece aos seus clientes os mesmos serviços que já vinha prestando, só que em instalações mais amplas.
Hoje foi dia de receber os clientes e amigos para tomar um café ou uma bebida, comer um bolo e trocar dois dedos de conversa. Nessa conversa que manteve com o N.A. diz-nos ser um passo muito bem pensado, porque o investimento foi considerável. Está aberto a criar postos de trabalho, só que têm sido difícil encontrar gente que queira aprender esta profissão. Um lamento de um empresário que investe em tempo de crise… dá que pensar.
Ao amigo Rogério o Notícias de Arronches deseja-lhe as maiores felicidades neste seu novo caminho.

domingo, 19 de Outubro de 2014

Mosteirense perde por 3-0 frente ao líder Crato

Futebol Clube Mosteirense – Sabino (GR), Filipe Branco, Rui Santos, Ricardinho, Rosinha, António Pinheiro, João Cordeiro, Paulo Emílio, Tiago E. Santo, Fernando Toscano e Zé Pinheiro. Suplentes – Branco, Márcio Cruz, Gomes, Leal, Alferes, Ricardo e Henrique.Treinador – Jorge Moura

Futebol Clube do Crato – Luís Romão (GR), Gonçalves, Hélio, Rui Martins, Carrilho, João Farto, Cristiano, Leitão, Rixa, Conchinha e Pedro Rosado. Suplentes – Martins, Rosa, Renato, Rhayan, Faduca e Nuno Santos.Treinador – Pedro Canário

Foi um jogo pobre, de pouca qualidade o que se desenrolou no Campo do Futebol Clube Mosteirense a contar para a 4ª jornada do Campeonato Distrital Sénior da A.F.P., em que o Mosteirense defrontou o líder invicto Futebol Clube do Crato. O jogo foi arbitrado por Sérgio Pita que foi contestado em algumas decisões por ambas as equipas, em especial por um penalti reclamado pelo Crato e no cartão vermelho directo a Filipe Branco do Mosteirense, já nos últimos minutos da segunda parte.
O Mosteirense num 4-3-3 assumido de início, conseguiu equilibrar o jogo até aos 21’ da primeira parte. Um jogo pobre de ambas as equipas com muita bola pelo ar e para fora das quatro linhas, em que a luta pela posse de bola se desenrolou no meio campo.
O Crato em 4-4-2, mostrou-se em algumas ocasiões perigoso. Sobretudo nas bolas paradas. Seria mesmo a partir de uma dessas situações, numa segunda bola, que Rixa visou com êxito a baliza de Sabino, colocando o Crato na frente do marcador.
A partir de sofrer o golo o Mosteirense teve muita dificuldade em se encontrar como equipa. As bolas, poucas, que chegaram à área de Luís Romão, eram colocadas por Sabino, mas sem ocasiões para finalizar. Chegou-se ao intervalo com apenas uma ocasião para a igualdade desperdiçada por Fernando Toscano.
Na segunda parte o domínio do Crato foi manifesto mas também a qualidade só apareceu aos 24’ numa jogada de Rui Carrilho que João Farto concretizou. Com os dois zero era cada vez mais difícil ao Mosteirense lutar pela igualdade. Jorge Moura mexeu na equipa mas as substituições não vieram alterar o resultado. Apenas o mesmo Fernando Toscano voltou a rematar com algum perigo à baliza do Crato, que veria aumentado o score ao minuto quarente e cinco por Rui Martins. O Mosteirense lutou até ao apito final para marcar o tendo de honra, mas nem isso conseguiu porque o Crato soube gerir o resultado, fazendo também as respectivas substituições.
O Crato mantêm-se assim líder invicto e o Mosteirense mantêm a 5ª posição em igualdade de pontos (4) com o Monfortense, Gafetense e Fronteiresne.
Restantes resultados da 4ª jornada: Monfortense 2-3 Est. Portalegre, Montargilense 1 – 0 Terrugem, Gafetense 0 – 0 Fronteirense.





Habitantes da Freguesia da Esperança, visitam Casa de Arronches e Museus em Lisboa

A Casa do Concelho de Arronches em Lisboa recebeu ontem dia 18, uma excursão de habitantes da Freguesia da Esperança, acompanhados pelo Presidente da sua Junta, Diamantino Ribeiro, que se deslocaram num autocarro cedido pelo Município.
A finalidade era visitar a nova sede da Casa do Concelho de Arronches em Lisboa, onde se reuniram os 50 participantes com os directores, num total de 55 conterrâneos em torno de um almoço de convívio.
Antes pela manhã, o autocarro fez um percurso bela beira rio e pela baixa lisboeta que foi do agrado de todos. Depois do almoço fizeram uma visita aos Museus do Traje, do Fado e do Teatro.
Os dirigentes da C.C.A.L., ficaram sensibilizados com a visita dos seus conterrâneos e amigos e aproveitam as páginas do N.A. para lhes agradecerem este encontro. Confirmam também que no próximo dia 15 de Novembro, a Casa do Concelho de Arronches irá organizar na Vila a tradicional “Castanhada”.



sábado, 18 de Outubro de 2014

Demonstração de patins em linha

A Associação “Ice Skaters Aquashow”, levou a efeito hoje pelas 16 horas no Jardim do Fosso em Arronches, com o apoio do Município, uma demonstração desta modalidade dos patins em linha. 
A demonstração teve por objectivo divulgar esta modalidade desportiva, ainda com pouca expressão em Portugal, e em simultâneo angariar praticantes para que seja possível iniciar aulas no Pavilhão Municipal de Arronches.
Na demonstração para além dos membros do I.S.A., participaram alguns jovens de Arronches, perante algum público. As imagens documentam alguns desses momentos, como o vídeo que publicamos no Canal de Vídeo do Notícias de Arronches.





sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

José Luís Peixoto, vai apresentar em Monforte o seu livro “Galveias”

O prestigiado dramaturgo, poeta e romancista José Luís Peixoto, vai apresentar em Monforte o seu livro “Galveias”.
O acto terá lugar na Biblioteca Municipal no próximo dia 24 de Outubro, pelas 18 horas.
José Luís Peixoto é natural das Galveias (Ponte de Sor) onde nasceu em 1974.
"É licenciado em Línguas e Literaturas Modernas (inglês e alemão) pela Universidade Nova de Lisboa. Antes de dedicar-se profissionalmente à escrita em 2000, trabalhou como professor na cidade da Praia (Cabo Verde) e em várias cidades de Portugal.
Pode considerar-se que a sua obra se encontra alicerçada no género romanesco, mas tem publicado poesia, teatro e prosa em diversos géneros. Recebeu o Prémio Jovens Criadores (área de literatura) nos anos de 1997, 1998 e 2000.
Em 2001, o seu romance «Nenhum Olhar» recebeu o Prémio Literário José Saramago".

quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Universidade de Évora e Institutos Politécnicos de Portalegre, Beja, Setúbal e Castelo Branco assinam Protocolo de Colaboração

O protocolo visa enquadrar a criação e funcionamento do Mestrado em Enfermagem em associação interinstitucional.

A Universidade de Évora, em conjunto com os Institutos Politécnicos de Portalegre, de Beja, de Setúbal e de Castelo Branco, propuseram à A3ES a criação de um mestrado em associação na área de Enfermagem o qual será oferecido a partir do próximo ano. Tal medida permite uma oferta formativa conjunta respondendo assim à crescente necessidade de reorganização do Ensino Superior em Portugal.
Esta iniciativa, formalizada através de um protocolo, é um dos primeiros passos dados por estas cinco organizações com vista à adequação da oferta formativa às necessidades da comunidade onde se inserem e do país, oferecendo-se pela primeira vez uma formação conjunta nesta área, envolvendo as respectivas Escolas de Enfermagem e de Saúde.
Entre os grandes objectivos da assinatura do protocolo está uma maior capacidade de resposta às necessidades de saúde das populações e consequentemente para a fixação de pessoas no interior do país. Espera-se ainda, através da concretização das medidas previstas, que a região se torne, a curto prazo, num polo de maior atracção para a formação na área de enfermagem, aumentando consequentemente a sua competitividade.